Destaque Noticia

À vontade no Tricolor, Cuca quer manter base do trabalho de Mancini

Nesta segunda-feira, Cuca falou com a imprensa após seu primeiro treino como técnico do São Paulo. Entre outros assuntos, deixou claro que pretende manter a base do trabalho feito por Vagner Mancini, a quem teceu elogios, nos últimos nove jogos. À vontade, o treinador assegurou estar 100% bem e recuperado após problema de saúde descoberto no ano passado. 

– Estou totalmente liberado dentro do tratamento que fiz, estou 100%, graças a Deus pude corrigir um erro que tinha sem ficar doente. O estresse que é nosso meio, quantos profissionais sofrem, não é só o Cuca… Planejava para o dia 15, mas antecipamos para o dia 1 com licença médica. Dentro desse processo, estamos fazendo com que o São Paulo fique mais fortalecido nesses jogos finais. Não abrimos mão do conhecimento do Mancini nem da presença do Cuca. Era fácil olhar de cima, do camarote. Estou aqui para trabalhar, vamos trabalhar – disse, e seguiu: 

– Infelizmente, esse ano o São Paulo foi eliminado da Libertadores e com isso veio uma perda grande não só em nível financeiro, como técnico e emocional. Todos perdem. Vim a algumas reuniões, traçamos planejamento e mexemos com a juventude. O Mancini foi extraordinário na tocada do projeto formatado. Descobriu-se grandes jogadores em um rumo novo. A vida é feita de oportunidades. O que vai ser mantido? Quase tudo. Quem está treinando melhor, é quem vai se manter. 

O treinador pretende estimular a competição sadia internamente para ver o São Paulo evoluindo ainda mais na temporada. 

– Quem está correndo atrás vai buscar o lugar de quem é titular. Independentemente de quantos anos tenha o dono da posição. O torcedor está envolvido, querendo participar e assim vamos engrenando. Tomara que possamos nos fortalecer ainda mais dentro do projeto que montamos. É possível que venha mais algum além de Pato e Tchê Tchê. 

O contato com Mancini e o apreço pelo futebol que vem sendo apresentado pelo São Paulo nos últimos jogos fez com que Cuca optasse por manter o treinador interino ao seu lado na reta final do Campeonato Paulista – na primeira atividade no CT da Barra Funda, os dois passaram o tempo todo conversando. 

– Com o Vagner nós tínhamos três caminhos: eu ficar fora observando no camarote, eu tomar as medidas já como treinador e ele voltar a ser coordenador e a terceira era agregar tudo em cima dessa semifinal de Paulistão. Não sabemos se será um jogo ou três. Tomara que três. Fiz o mais correto e justo. Quero Vagner comigo nos treinos e no jogo, os jogadores vão se sentir mais protegidos, mais fortes para os desafios – agregou Cuca. 

Veja outros pontos da entrevista coletiva do treinador: 

Retrospecto do São Paulo
“É uma pressão que existe em cima de ganhar clássicos, mas uma evolução natural que está ocorrendo. Os meninos estão se soltando, ganhando confiança. E as oportunidades, que é o mais importante. Eles vão ter a oportunidade de quebrar o tabu no domingo que vem. Eu não sei o que vai acontecer, mas temos uma oportunidade.”

Confronto contra o Palmeiras
“É o destino, né? Logo na minha volta, um jogo decisivo na casa do Palmeiras, onde fui muito feliz em 2016 e 2017. São coisas que acontecem na nossa carreira, um grande desafio, tomara que a gente possa sair de lá com a vitória.”

Tempo afastado do futebol
“É muito estranho, eu estava trabalhando, junto com o Pássaro, é estranho estar longe. De uma forma geral, foi tudo muito bem conduzido tanto pelo Raí quanto pelo Mancini, deram uma motivada geral em todos, inclusive no torcedor, que é muito importante para esses meninos. Ter o direito de errar. Estão recuperando a autoestima, é um passo gigantesco para as conquistas.”

Clique para adicionar um comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Destaque Noticia

Mais em Destaque Noticia

Exame aponta lesão muscular na coxa esquerda de Luan

saopauloadmin23 de abril de 2019

Pilar do sistema defensivo, Luan é nova preocupação para Cuca

saopauloadmin22 de abril de 2019

‘Dói muito, queríamos o título, peço desculpas’, desabafa Cuca

saopauloadmin21 de abril de 2019

Jogadores do São Paulo choram e quase negam medalhas

saopauloadmin21 de abril de 2019

Vamos, clube da Fé!

saopauloadmin21 de abril de 2019

Veja quem pode deixar o São Paulo após a final do Paulista

saopauloadmin20 de abril de 2019

Cuca ainda não descarta Liziero e minimiza pressão sobre os garotos

saopauloadmin19 de abril de 2019

Pablo passa bem após procedimento cirúrgico

saopauloadmin18 de abril de 2019

São Paulo pode ter retorno de Pablo apenas depois da Copa América

saopauloadmin18 de abril de 2019