Destaque Noticia

São Paulo atropela o Goiás e assume a liderança do Brasileirão com um jogo a menos

O São Paulo é o novo líder do Campeonato Brasileiro. Visitando o Goiás na noite desta quinta-feira, em partida que havia sido adiada e válida pela primeira rodada da competição, no estádio Hailé Pinheiro, em Goiânia, o time comandado por Fernando Diniz não desperdiçou a oportunidade de assumir a ponta da tabela e confirmou seu favoritismo diante do último colocado, saindo de campo com a vitória por 3 a 0, gols de Igor Gomes, Brenner e Hernanes.

Agora com 44 pontos, o São Paulo é o novo primeiro colocado do Brasileirão, abrindo dois tentos do vice-líder, Atlético-MG, que ainda tem uma partida a mais que o Tricolor. Na próxima quarta-feira, no Morumbi, Daniel Alves e companhia recebem o Botafogo, cumprindo sua última partida atrasada na competição.

O Goiás, por sua vez, segue seu martírio no Campeonato Brasileiro. Lanterna, com apenas 16 pontos, o time esmeraldino caminha a passos largos para o rebaixamento, algo que parece cada vez mais inevitável.

O jogo – O São Paulo não demorou para mostrar a que veio. Logo aos quatro minutos, Juanfran recebeu cruzamento na medida, dominou no meio da área, mas, na hora de arrematar, acabou “furando” a bola. Faltou o cacoete de centroavante. Pouco depois, aos 11, foi a vez de Brenner assustar o Goiás. O atacante recebeu na entrada da área e soltou a bomba, mas Tadeu fez a defesa.

Com o amplo domínio de jogo, o Tricolor apresentava um volume suficiente para abrir o placar. E foi exatamente isso o que aconteceu aos 19 minutos, quando Igor Gomes recebeu livre pela direita, dominou, ajeitou o corpo e bateu forte, cruzado, mandando no cantinho do Tadeu, que se esticou todo, mas não conseguiu evitar o gol são-paulino.

Apesar de estar em vantagem, o São Paulo não sossegou com 1 a 0 no placar e seguiu em cima do Goiás. Aos 23, Brenner novamente apareceu bem, experimentando de novo da entrada da área, mas viu a defesa fazer o desvio em uma bola que tinha destino certo: as redes. Reinaldo também teve chance de ampliar aos 31, quando cobrou falta direto para o gol, forçando Tadeu a espalmar para a linha de fundo.

Segundo tempo

O São Paulo voltou para a etapa complementar com o mesmo gás do primeiro tempo. Ciente da necessidade de não deixar a vitória escapar, o time comandado por Fernando Diniz quase ampliou logo no primeiro minuto, quando Brenner recebeu cruzamento rasteiro de Gabriel Sara, mas não conseguiu completar para o gol ao dar o carrinho. Mas, na segunda tentativa, aos três, o atacante foi mais feliz, estufando as redes para deixar o Tricolor mais confortável na partida.

O Goiás respondeu aos 11 minutos, quando Iago Mendonça aproveitou cruzamento para subir mais alto que a defesa são-paulina e mandar, de cabeça, rente à trave de Tiago Volpi. Mas, a partida era mesmo do São Paulo. Aos 13, os visitantes só não fizeram o terceiro porque Gabriel Sara errou a pontaria na cabeçada após cruzamento de Juanfran.


Brenner seguiu como principal ameaça ofensiva do São Paulo. Em dois minutos, o atacante perdeu duas grandes chances. Aos 28, ele recebeu livre, no segundo pau, e cabeceou para fora. Depois, pressionou o goleiro Tadeu em um recuo de bola e quase estufa as redes ao travar o chutão do adversário, mas a bola passou por cima do travessão. Só que o terceiro gol, pelo que o Tricolor vinha produzindo, era apenas questão de tempo. Aos 37 minutos, em contra-ataque, Vitor Bueno tocou para Tchê Tchê, que repassou para Hernanes chegar batendo e sacramentar a vitória são-paulina e a liderança do Brasileirão para a equipe de Fernando Diniz.

FICHA TÉCNICA
GOIÁS 0 X 3 SÃO PAULO

Local: estádio Hailé Pinheiro, em Goiânia (GO)
Data: 3 de dezembro de 2020, quinta-feira
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Jean Márcio dos Santos (RN) e Vinícius Melo de Lima (RN)
VAR: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)

Gols: Igor Gomes, aos 19 do 1ºT, Brenner, aos 3 do 2ºT, e Hernanes, aos 37 do 2ºT (São Paulo)
Cartões amarelos: Iago Mendonça, Rodrigues, Keko (Goiás)
Cartão vermelho: Augusto César (comissão técnica do Goiás)

GOIÁS: Tadeu; Iago, Heron e Fábio Sanches; Ratinho, Gustavo Blanco, Ariel Cabral, Breno e Rodrigues; Keko e Fernandão.
Técnico: Glauber Ramos.

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Juanfran (Igor Vinícius), Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Luan, Daniel Alves, Gabriel Sara (Tchê Tchê) e Igor Gomes (Vitor Bueno); Brenner (Pablo) e Luciano (Hernanes).
Técnico: Fernando Diniz.

Clique para adicionar um comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + 19 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Destaque Noticia

Mais em Destaque Noticia

“Importante somar pontos nesta reta final”, diz Tchê Tchê

saopauloadmin17 de janeiro de 2021

Veja quem são os desfalques, retorno e pendurados para confronto com Athletico-PR

saopauloadmin15 de janeiro de 2021

Muricy Ramalho espera afastar o fantasma de 2009

saopauloadmin13 de janeiro de 2021

Muricy em ação para blindar o elenco!

saopauloadmin12 de janeiro de 2021

São Paulo é derrotado pelo Santos no Morumbi

saopauloadmin10 de janeiro de 2021

Números de Luan mostram sua importância para o São Paulo

saopauloadmin8 de janeiro de 2021

Casares apresenta metas e define futebol, marketing e finanças como prioridades

saopauloadmin4 de janeiro de 2021

Tricolor intensifica preparação para encarar o Red Bull Bragantino

saopauloadmin4 de janeiro de 2021

Luciano tem chances muito pequenas de jogar a semifinal da Copa do Brasil

saopauloadmin30 de dezembro de 2020