Destaque

São Paulo empata com o River no Morumbi

O São Paulo não conseguiu se aproveitar da falta de ritmo do River Plate e viu sua situação ficar um pouco mais complicada na Copa Libertadores. Hoje (17), no Morumbi, os argentinos, que não atuavam há mais de seis meses por causa da pandemia do novo coronavírus, empataram com os donos da casa por 2 a 2. Os gols foram marcados por Enzo Pérez e Angileri (ambos contra), após chute de Reinaldo e por Borré e Julián Alvarez para os estrangeiros.

Agora, o River soma quatro pontos na tabela de classificação do torneio, na segunda colocação do Grupo D. Na próxima rodada o time vai enfrentar o Binacional, no Peru. Já o São Paulo está com quatro pontos, na penúltima posição por causa do saldo de gols, e vai encarar a líder LDU na terça-feira (22), no Peru.

Os gols foram feitos no primeiro tempo. Depois de abrir vantagem no placar, o São Paulo recuou e permitiu a reação dos rivais. Na etapa final, quando o jogo parecia que terminaria com o 1 a 1, as equipes voltaram a balançar as redes. Julián Alvarez virou para os visitantes. Pouco depois, Angileri fez outro contra também em cruzamento de Reinaldo.

Meio ano sem jogar

O River Plate não disputava uma partida oficial desde março, quando iniciou o período de quarentena por causa da pandemia do novo coronavírus. O último duelo oficial tinha sido pela Libertadores, em 11 de março, quando aplicou 8 a 0 no Binacional. O São Paulo, por sua vez, tinha disputado três jogos pelo Campeonato Paulista e outros dez pelo Brasileirão.

Desfalques

O técnico Marcelo Gallardo não pôde contar com o lateral esquerdo Milton Casco, que testou positivo para a Covid-19. Além dele, o atacante Lucas Pratto, que já defendeu o Tricolor paulista, está lesionado e não foi utilizado. O São Paulo não teve à disposição Daniel Alves, Liziero, Walce e Joao Rojas, que se recuperam de cirurgia e foram vetados pelo departamento médico.

Invicto contra argentinos no Morumbi

O São Paulo não sabe o que é perder para argentinos dentro de sua casa pela Copa Libertadores. No total, são 12 partidas, com dez vitórias e dois empates.

Quem foi bem

Igor Vinícius foi boa opção no apoio ao ataque. Faltou só um pouco mais de calma para finalizar ou acertar o último passe em alguns lances.

Quem foi mal

Vítor Bueno ficou aquém do esperado. O atacante não deu sequência às jogadas e pouco apareceu.

Desempenho do São Paulo

O time da casa teve um pouco de dificuldade de se impor, porque o adversário pressionava a marcação. A equipe recuou demais também após de fazer o primeiro.

Desempenho do River Plate

Mesmo sem jogar há mais de seis meses e fora de casa, soube se posicionar e não desgastar os seus atletas.


Cronologia do jogo

A partida começou acelerada. As duas equipes partiram para o ataque, e o Tricolor já levou perigo com chutes de fora de área, como em finalização de Hernanes, aos 7 minutos. Para abrir o placar, o São Paulo contou com a sorte. Aos 9, Igor Vinícius cruzou da direita para a esquerda, e encontrou Reinaldo. O lateral bateu de primeira, a bola desviou em Enzo Pérez e foi para o fundo das redes de Armani.

Depois de abrir vantagem, o Tricolor recuou e permitiu a reação do adversário. Julián Álvarez arriscou o chute de fora da área, e obrigou Volpi a fazer a defesa. Aos 17, os argentinos conseguiram o empate. A defesa brasileira errou na marcação e Julián Álvarez tocou da direita para Borré, que livre, só teve o trabalho de mandar para o gol.

Com a igualdade no placar, a partida voltou a ficar mais equilibrada. As duas equipes tiveram algumas oportunidades, mas faltava um pouco mais de capricho na hora de finalizar. Antes de o primeiro tempo acabar, o clima esquentou, com uma discussão entre os jogadores do time da casa e Borré por suposta falta de fair play.

No segundo tempo, o River passou a marcar o São Paulo desde o seu campo de defesa e dificultou a saída de bola dos brasileiros. O Tricolor respondia com investidas em velocidade. Aos 7, por exemplo, Igor Vinícius cruzou da direita e Igor Gomes deu o chute, que passou perto do gol de Armani.

Os donos da casa diminuíram o ritmo na sequência do jogo e poucas vezes levavam perigo. Já os argentinos tinha mais volume e tentava explorar os erros do adversário.

Na parte do final, o River conseguiu virar. Mais uma vez a defesa do São Paulo errou e Julián Alvarez encheu o pé para fazer o segundo dos argentinos. Quando os argentinos pareciam que iriam conquistar a vitória, o Tricolor conseguiu o empate, curiosamente em outro gol contra depois de cruzamento de Reinaldo. Desta vez, foi Angileri que mandou contra o patrimônio.

Clique para adicionar um comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

3 + dezenove =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Destaque

Mais em Destaque

Brenner lamenta derrota contra o Lanús: ‘Não saiu como queríamos’

saopauloadmin29 de outubro de 2020

Nos pênaltis! Volpi salva, e São Paulo se classifica para as quartas da Copa do Brasil diante do Fortaleza

saopauloadmin26 de outubro de 2020

São Paulo pega argentinos na Sul-Americana

saopauloadmin23 de outubro de 2020

Sul-Americana: Oitavas começam na semana que vem. Veja datas e possíveis adversários:

saopauloadmin21 de outubro de 2020

São Paulo empata com o Grêmio no Morumbi

saopauloadmin18 de outubro de 2020

Tricolor empata com o Fortaleza na estreia da Copa do Brasil

saopauloadmin15 de outubro de 2020

“Na Copa do Brasil não temos chance de errar”, projeta Diniz em jogo com o Fortaleza

saopauloadmin12 de outubro de 2020

São Paulo bate o Atlético-GO com show dos garotos ‘Made in Cotia’

saopauloadmin8 de outubro de 2020

Com pior sequência da “Era Diniz”, São Paulo tenta dar fim a jejum em ‘decisão’ contra o River

saopauloadmin30 de setembro de 2020