Destaque Noticia

Volpi supera início irregular, passa confiança e é referência no Tricolor

Os primeiros dias de Tiago Volpi no São Paulo não foram fáceis. O goleiro falhou nos dois primeiros clássicos da temporada, contra Santos e Corinthians, e viu sua titularidade ser ameaçada às vésperas da partida contra o Red Bull, pelo Paulistão. Vagner Mancini, técnico interino naquela ocasião, decidiu bancá-lo – o que acabou gerando uma confusão com Jean, o reserva – e a evolução de lá para cá é evidente.

Domingo passado, contra o Fortaleza, Volpi teve uma de suas melhores atuações pelo clube e foi fundamental para a vitória por 1 a 0, com três defesas difíceis. Depois da partida, ele conversou com Rogério Ceni, hoje técnico do Tricolor Cearense, e trocou luvas com o ídolo. Também foi elogiado por Cuca, que endossou seu bom momento e vai mantê-lo na equipe contra o Bahia, às 11h deste domingo, no Morumbi.

– Tenho sentido o Volpi seguro. Ele está amadurecendo. Não é fácil ser goleiro no São Paulo. Fica sempre um hiato da parada do Rogério, que não está muito distante. O Rogério sempre foi ícone para todos, então fica esse hiato, e o Tiago Volpi está gradativamente melhorando. Ele passa confiança, tomou dois gols em quatro jogos (no Brasileiro). Passa muita confiança. O sistema defensivo está bem – disse o comandante.

Os números também mostram a melhora do goleiro. Até a falha na derrota por 2 a 1 para o Corinthians, na primeira fase do Paulistão, Volpi havia levado 14 gols em dez jogos. Depois daquilo, jogou 15 vezes e foi vazado em apenas oito ocasiões. O empate sem gols contra o Red Bull, justamente o jogo em que correu o risco de ir para o banco, é apontado por ele como seu melhor pelo Tricolor. O goleiro também brilhou na semifinal do Paulistão, contra o Palmeiras, quando defendeu duas cobranças na disputa de pênaltis.

Além da melhora em campo, Volpi recebe cada vez mais elogios por sua postura fora dele. É exaltado internamente por nunca fugir das entrevistas e geralmente se posicionar bem em suas declarações, além de ser apontado como um dos líderes do elenco e de ter reagido bem à crise com Jean, com quem hoje nutre boa relação.

Volpi ainda pertence ao Querétaro, do México, clube em que é ídolo, e está emprestado ao São Paulo até dezembro. Para ficar com ele, será preciso investir uma quantia considerada alta.

Clique para adicionar um comentário

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Destaque Noticia

Mais em Destaque Noticia

Mercado da bola: São Paulo encaminha saída de zagueiro para time português

saopauloadmin25 de junho de 2019

Medalhões liberados e duas novidades: o 1º treino do São Paulo em Cotia

saopauloadmin25 de junho de 2019

São Paulo vai promover duas revelações da base na intertemporada

saopauloadmin24 de junho de 2019

Raí crava que Antony fica no São Paulo: “Só sai se pagar a multa”

saopauloadmin24 de junho de 2019

São Paulo quer evitar igualar série indigesta que complicou equipe em 2017

saopauloadmin23 de junho de 2019

Atacante entra em lista de negociáveis do São Paulo

saopauloadmin22 de junho de 2019

Veja contra quem e quando serão os 7 primeiros jogos do São Paulo após a Copa América

saopauloadmin22 de junho de 2019

Em apenas três jogos, Conmebol gera renda de R$ 32,5 mi no Morumbi

saopauloadmin20 de junho de 2019

Valores dificultam negócio com lateral e São Paulo analisa mercado

saopauloadmin20 de junho de 2019